Nilson Macedo. Tecnologia do Blogger.

Justiça recebe nova denúncia contra médico acusado de estupros em PE

Sábado, 28 Abril 2018
Justiça recebe nova denúncia contra médico acusado de estupros em PE
A situação do médico ortopedista e traumatologista Kid Nélio Souza de Melo, de 35 anos, está mais complicada.

A Justiça recebeu, nessa quarta-feira (25), a conclusão de mais um inquérito policial que investigou supostos crimes sexuais praticados pelo acusado. Kid Nélio foi indiciado por violação sexual mediante fraude, quando o abuso é praticado por meios que impeçam ou dificultem a vítima de se defender.

De acordo com o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), o caso será apreciado pela Décima Segunda Vara Criminal da Capital.

Esse é o segundo processo que Kid Nélio vai responder. Outros dez inquéritos, abertos pela Polícia Civil, ainda não chegaram à Justiça. Os crimes investigados estão relacionados a denúncias de supostos abusos sexuais praticados pelo ortopedista durante atendimentos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Imbiribeira e em um hospital particular no Recife. Todas as vítimas teriam sido pacientes do médico.

O primeiro inquérito, concluído no final do mês de março, é referente à denúncia de uma mulher de 18 anos que disse ter sido estuprada por Kid Nélio durante a consulta na UPA em 21 de fevereiro deste ano.

A vítima, inclusive, afirmou à polícia que houve a conjunção carnal. A Justiça já acatou denúncia do Ministério Público de Pernambuco contra o médico. O processo está na 17ª Vara Criminal da Capital. A informação foi publicada em primeira mão pelo Ronda JC.

O médico está preso preventivamente no Centro de Observação e Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, desde o dia 02 de março. O blog continua tentando contato com a defesa do acusado.

As mulheres afirmaram à polícia que, durante os atendimentos, o médico pedia para que elas ficassem nuas – mesmo que, em algumas situações, elas apresentassem problemas simples nos punhos ou nos pés, por exemplo.

Era nesse momento que os abusos eram praticados. Segundo a Polícia Civil, o acusado afirmou em depoimento que teve relação sexual consentida com duas pacientes. Também negou que tenha estuprado as outras mulheres que o denunciaram.

PERFIL

Kid Nélio é médico há nove anos. Ele se formou pela Universidade do Rio Grande do Norte e especializou-se na área de ortopedia e traumatologia, com ênfase em cirurgias. Além da UPA da Imbiribeira, ele também trabalhava em clínicas particulares. 

O Conselho Regional de Medicina (Cremepe) abriu sindicância para investigar a conduta do profissional, que pode perder o direito de exercer a profissão.


ESTATÍSTICAS

Entre os anos de 2007 e 2017, a Polícia Civil de Pernambuco investigou 21 médicos suspeitos de crimes de estupro, no exercício da profissão. Do total de casos, seis foram registrados no Recife. Dos 21 médicos investigados por estupro, três foram considerados como suspeitos pela polícia. Os outros profissionais foram apontados como autores do crime.

Outro dado que chama a atenção é que, do total de médicos, quatro foram investigados por estupro de vulnerável (quando as vítimas são menores de 14 anos ou, por qualquer outra causa, eram pessoas que não podiam oferecer resistência).

Somente no ano passado, três médicos foram denunciados à polícia por abuso sexual. Um dos casos ocorreu em fevereiro, no município de Calumbi, no Sertão do Estado. Os outros dois foram na Região Metropolitana do Recife: um em Olinda e outro em Jaboatão dos Guararapes. (Ronda JC)

(Da Redação - Blog do Nilson Macedo) Whatsapp (87) 9.9939-2144 – e-mail radionoticia@yahoo.com.br
Acesse mais notícias: www.blognilsonmacedo.com
Share on Google Plus

Sobre Nilson Macedo Bezerra

Blogueiro e Radialista

0 comentários:

Postar um comentário